segunda-feira, 10 de outubro de 2016

Texto: Hoje acordei às 5h da manhã

Hoje acordei as 5h da manhã. Levando em consideração que o nosso final de semana foi agitado, não vejo motivos para ter acordado cedo... Exceto um.


Fazia muito tempo que não acordava com aquele frio na barriga gostoso, sentindo uma mistura de medo e ansiedade do que está por vir. Aquele frio na barriga que anunciava uma mudança clara no rumo da minha vida. Abri os olhos e olhei para o quarto. Meu namorado estava dormindo, ainda era cedo demais para acordá-lo (pensando no seu horário de trabalho). O quarto estava bagunçado e, embora tenhamos passado aspirador de pó, era inevitável de reparar nas roupas espalhadas e garrafas de cerveja. Falando assim parece que tomamos até cair (risos), mas não tomamos, foram só duas garrafas de uma cerveja da moda. Outra hora falo sobre também. Peguei o meu celular, o que é de praxe na época em que vivemos. Abri o instagram, facebook, parei em um blog que acompanhava há muito tempo e lá se foram 30 minutos. Levantei, peguei uma coberta e a levei para o sofá. Andando com a ponta dos pés para não acordar nem o namorado e nem o cachorro, peguei o notebook para trabalhar. Nesse meio tempo o cachorro acordou e já aproveitei para limpar as suas necessidades na área de serviço. Ela estava mal desde a manhã de domingo, acredito que tenha se intoxicado com alguma-coisa-que-não-devia-ter-colocado-na-boca, sabe? A minha preocupação com a Yasha (meu cachorro) pode ter influenciado no horário que acordei, já que atualmente me vejo como bela, recatada e do lar. Mas agora estou aqui às 6h38 da manhã, escrevendo. 


O que está afastando você de ser a pessoa que deseja ser? Quando saí do meu emprego prometi para eu mesma que treinaria todos os dias pela manhã (eu já treinava antes, mas sempre na correria - aquele ritmo que a sociedade nos enfia goela abaixo), voltaria a escrever no blog, fazer vídeos, a dançar (porque agora teria mais tempo), colocaria o meu projeto Be Green Vintage para trabalhar a todo vapor (junto com a minha amiga e agora sócia, Maira), passearia com o meu cachorro todos os dias e finalmente terminaria o meu livro. E o que eu fiz? Bom, eu treinei algumas vezes (troquei de academia e de treino), passeei com o meu cachorro (ela conheceu amigos caninos e lugares novos), consegui dar um grande passo no meu projeto (agora expandimos para uma loja), abandonei uma história para começar outra (no livro), enxuguei gastos desnecessários e foi basicamente isso. É claro que não cumpri nem 50% do que gostaria, mas penso que todos nós precisamos de um tempo para respirar. Depois de três semanas desempregada (do sistema, mas seguindo como empreendedora digital), consegui parar e não só refletir sobre tudo isso, como estou fazendo agora, mas como mudar o rumo da minha vida. E isso só foi possível porque diminuí o ritmo. Os passos se tornaram mais lentos e a cabeça mais rápida e atenta. Reconhecer as nossas fraquezas também faz parte do processo.


É possível mudar o rumo da nossa vida revendo a lista de promessas (fazendo ajustes sempre que necessário) e a forma de agir. As minhas atitudes estão próximas de quem eu sou, no íntimo, e de quem eu quero ser? Quem estou tentando agradar? Quem estou fingindo ser? Perguntas bem profundas, mas que norteiam a nossa vivência aqui na terra. Não acredito em acaso ou sorte, acredito que todos nós temos um grande poder nas mãos: O poder de criar a nossa própria realidade. E aí, para finalizar os meus devaneios da matina, agora às 7h20 da manhã, pergunto: O que você vem criando, dia após dia, para a sua realidade?

16 comentários:

  1. Que PROFUNDO, imaginei que fosse uma Camila de um mundo alternativo. RSRS é bem engraçado o leitor se aprofundar tanto no texto a ponto de se encaixar na história. Amei muito seu texto e vai me servir tanto de inspiração como motivação.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Camila! Eu fico muito feliz em saber que o meu texto tenha ajudado de alguma forma! Obrigada pelo comentário lindona.
      Beijos

      Excluir
  2. Adorei seu texto, Carol. Essa lista é uma ótima forma de avaliarmos se estamos seguindo o caminho certo para alcançar nossos sonhos. Estaríamos, nós, perdendo o foco da meta final? Não dá para marcar bobeira!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda! Exato! Focar no que realmente queremos em nossa vida faz toda a diferença. Obrigada pelo comentário lindona.
      Beijos

      Excluir
  3. Que texto mais incrível!!! Eu escrevo ás vezes e essas perguntas finais que você "propôs" mexeram comigo. Acho que o melhor texto que escrevemos é quando falamos sobre nós, porque (assim como acabou de fazer comigo) faz o leitor colocar as palavras dentro de situações da vida e pensar sobre elas.
    Gostei muito <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Débora, tudo bem? Obrigada pelo carinho! Quando eu leio um comentário como o seu faz todo o meu trabalho valer a pena.
      Beijos

      Excluir
  4. Que bonito, gostei muito do modo que tu escreve!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Leticia! Fico feliz que tenha gostado.
      Beijos

      Excluir
  5. Olá! Que texto mais profundo, hein? Realmente, muitas vezes a gente se afasta muito daquilo que queremos ser, das nossas metas e objetivos. A vida não é nada fácil, e a luta é diária, não dá para dormir no ponto. Adorei o modo como você escreve, se fosse um livro eu teria comprado, de boa mesmo! Abraços e sucesso!

    www.pandapixels.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona, tudo bem? Obrigada pelo carinho! Quando eu leio um comentário como o seu faz todo o meu trabalho valer a pena.
      Beijos

      Excluir
  6. Muito bom seu texto. Sempre é bom dar umas editadas nas listas que criamos conforme o tempo, afinal, nós mudamos e consequentemente nossos planos também. O mais importante é sempre mantermos nossos focos para conquistar o que querermos, independente de A, B ou C. Perder o foco de vez em quando é normal, a insegurança que sentimos ao pensar "será que estamos indo pro caminho certo?" o importante é parar, respirar e pensar, pra depois voltar ao seu objetivo.

    beijos,
    deloucostodossomosumpouco.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Amanda! Faço de suas palavras as minhas. Mudar é normal e necessário. E parar no meio do caminho também. O importante é descobrir o seu próprio ritmo e retornar quando necessário. Obrigada pelo comentário lindona.
      Beijos

      Excluir
  7. Que texto lindo, acho que as minhas listas de promessas são mudadas a cada dia, todo dia eu acordo e vejo que quero algo diferente para o meu futuro e isso é bom demais porque sempre vou mexer na lista acabo vendo as coisas que não quero mais e assim coloco coisas novas e tiro as velhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi lindona! Como falei no comentário acima, mudar é normal e necessário. No momento em que usamos isso da forma certa é demais mesmo! Obrigada pelo comentário.
      Beijos

      Excluir
  8. Amei o seu texto! Tento ao máximo não me distanciar dos meus objetivos mas as vezes a vida acaba nos levando para um rumo diferente.
    O importante é sempre ter em mente seus maiores objetivos e fazer o máximo para correr atrás deles, nunca desistir.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Rafaela! Exato! Obrigada pelo comentário lindona.
      Beijos

      Excluir

Sobre

Carolina, mais conhecida como Carol. 22 anos. Aquariana. Porto-alegrense. Formada em Web Designer. Graduanda em Produção em Mídia Audiovisual. Saiu de casa com 17 para entrar na Universidade.

Newsletter